«Gravíssimo» e «lamentável». Câmara de Lisboa debaixo de fogo após envio de dados à Rússia


O caso do fornecimento de dados de ativistas às autoridades russas, por parte da Câmara Municipal de Lisboa, está a levantar uma onda de críticas. Os vários líderes políticos portugueses descrevem o sucedido como “inaceitável”, “assustador”, “gravíssimo” e “terrorismo político”. O Presidente da República insiste que o episódio é “lamentável” e que “não devia ter acontecido”. Carlos Moedas vai mais longe e defende que a única saída de Fernando Medina é a demissão. A embaixada russa em Portugal já se pronunciou sobre a polémica, afirmando que os ativistas “não interessam nem à Embaixada em Lisboa, nem a Moscovo” e que podem “voltar tranquilamente a casa”.
Ir a la fuente
Author:

Powered by WPeMatico